Evento marcou a abertura solene dos trabalhos acadêmicos da Dom Helder Escola de Direito.

Um país complicado, mas viável. Um estado com muitas riquezas e uma cidade que pode se tornar símbolo de competência, inovação e tecnologia. Assim o presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG), Olavo Machado Junior, sintetizou a mensagem principal de sua conferência realizada na noite desta sexta-feira (10), em Belo Horizonte, aos calouros da Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE) e da Dom Helder Escola de Direito. “Gosto de começar pela conclusão, dizendo aonde quero chegar”, brincou.

Convidado para abrir as atividades letivas das instituições, Olavo Machado Junior destacou a todo o momento as oportunidades que se apresentam aos estudantes, mesmo ao falar sobre o difícil momento enfrentado pelo Brasil. “Vemos o resultado da crise diariamente em nossas cidades. A economia brasileira precisará crescer aproximadamente 7,5% para voltar aos níveis de 2014. O estudante de engenharia pode falar: ‘Eu não tenho mercado’. Ou pode dizer: ‘Eu tenho todo o mercado. Posso criar soluções que ninguém pensou até hoje, fazer a diferença’. O mesmo vale para os futuros advogados”, apontou Olavo.

Confira a notícia completa!